ENTREVISTA COM PASTEL DE MIOLOS

Imagem

Temos aqui uma entrevista com a banda PASTEL DE MIOLOS (Punk Rock Hard Core), formada por Alisson PDM (Guitarra/Vocal), André PDM (Baixo/Vocal) e Wilson PDM (Bateria). A banda possui vários lançamentos e o mais recente que foi lançado a poucas semanas foi o Tributo ao pastel de Miolos e em breve saindo um Split, que ja se tornou um FourSplit. A banda também se prepara pra produzir o seu novo álbum, que vai se chamar “Novas Ideias, Velhos Ideais”. A banda estará presente na 10° edição do BOQUEIRÃO FESTIVAL, com sua turné “Tocando Punk Rock – Final Tour 2013”.  Sem mais bla, bla, bla… fiquem com a entrevista com essa grande banda do cenário nacional!

1 – Olá amigos da Pastel De Miolos, para começar este papo gostaria que se apresentassem aos que ainda não os conhecem, apesar de a PDM já ter 18 anos de estrada e muitos lançamentos…

PDM: A PDM teve origem na cidade de Lauro de Freitas e nós tocávamos um Punk Rock e Hardcore bem tosco, mas sempre criativo, buscamos encontrar uma identidade pro nosso som desde o início, sem tentar imitar ninguém, apesar das diversas influencias. Hoje temos uma pegada cada vez mais pesada e rápida e uma identidade própria, quem escuta nosso som nos reconhece com nossa sonoridade particular.

2.Pastel De Miolos é uma banda com 18 anos de estrada, vocês imaginavam que iriam durar tanto tempo?

PDM: Nunca imaginamos fazer 18 anos. Os anos foram passando na medida em que íamos tocando, fazendo nossas coisas e vivendo nossas vidas, quando vimos nos demos conta de que estamos com 18 anos de banda.

3.Nesses 18 anos quais foram os piores e melhores momentos da carreira? Que conselho dar a quem está começando?

PDM: Houve um momento que pensamos em parar, não surgiam shows, nem músicas novas, nem projetos interessantes… Aí as coisas começaram a mudar quando surgiram algumas músicas novas que começaram a nos empolgar e renovar o som da banda na época, resolvemos promover um show do Nordeste Independente (2007) em Lauro de Freitas e surgiu a ideia de tocarmos em conjunto com um grupo de escritores (Coletivo Corte). Esse foi um momento muito bom logo após uma turbulência. Outro momento muito bom é o momento atual. Um conselho é nunca deixar de viver sua própria vida além da banda, respirar o dia a dia também serve de inspiração pra continuar tocando. Outra coisa importante, procure tocar com seus amigos, afinal, você estará convivendo com essas pessoas quase diariamente.

4.No mês passado (outubro) foi lançado um Tributo ao Pastel De Miolos. Como é receber uma homenagem como essa? Qual a importância e valor disso pra vocês?

PDM: Foi algo que começou de uma maneira descompromissada, mas que tomou uma proporção que nós não esperávamos, então é uma imensa satisfação saber que nosso som chegou a tantas pessoas que fazem um trampo tão bom. Mas antes de ser uma homenagem a PDM eu acredito que é uma homenagem ao rock baiano e a todas as pessoas que vivem na contramão da indústria.

Imagem

5.Também houve um show pra lançamento deste tributo. Como foi esse evento? 

PDM:  Foi uma grande festa que contou com a presença de bandas significativas e emergentes na cena (Theatro de Séraphin e Latryna), além da Snooze de Aracaju, com a participação do guitarrista Alexandre Gandhi (KarneKrua), e a PDM com a participação nos vocais de vários amigos e parceiros, então foi uma grande festa.

6.A banda também se encontra em Turnê pelo pais e me parece que existem planos de shows por países vizinhos… Como tem sido essa turnê e os shows? Algum a ser destacado?

PDM: Não consigo destacar um específico, todos tem sido muito bons. Teve o Porão do Rock com Suicidal Tendencies, Leptospirose, Galinha Preta e outros, teve nossa volta ao subúrbio soteropolitano depois de vários anos, o lançamento do tributo, e pela frente, show com Matanza em Itabuna, shows com várias bandas amigas no Ceará e fechar o ano em grande estilo no Boqueirão Festival. Sobre tocar fora, estamos querendo dar um pulo lá em Buenos Aires e Santiago, mas ainda estamos organizando isso.

7.Mim parece que este Tributo já ta se esgotando… Como foi a produção e seleção das bandas pra esse Tributo? Vocês estiveram envolvidos na produção e demais trabalhos deste?

PDM: A seleção foi feita na medida em que íamos conversando com os amigos e parceiros e outras bandas também iam se convidando, então tudo foi bem natural. Tivemos que nos envolver na produção, pois o que começou com um papo com Tony Lopes tomou um vulto bem maior então tivemos que abraçar o projeto pra que ele acontecesse.

8.O próximo lançamento é um Split com os argentinos da Estamos em Eso, quando vai ser lançado este e por qual gravadora será? Poderia adiantar um pouco sobre o conteúdo desta obra?

PDM: O Split com Estamos EnEso já está se transformando em um FourSplit com mais duas bandas, Riiva, da Finlândia e Agressivos, de Salvador. Sobre a gravadora ainda estamos vendo, mas com certeza a Brechó Discos estará envolvida.

9.Também planejam lançar um novo álbum que se chamara“Novas Ideias, Velhos Ideais”. Sobre este, o que podem nos adiantar?

PDM: Nesse álbum nós vamos apresentar nossa nova sonoridade, com um trampo mais técnico e pesado, mas sem perder a pegada Punk com energia e temas politizados.

10. O momento atual de nosso país serve de inspiração pra suas letras? O que os inspiram a escrever e compor suas musicas?

PDM: Com certeza, sempre houveram motivos pra inspiração, porque sempre houve corrupção, repressão e esculhambação. Então tudo nos inspira. Mas nós abrangemos vários temas, além de questões concretas pensamos em abordagens reflexivas a respeito da vida e das formas de pensar.

11.Nas redes sociais vemos muita gente dizer que gosta de Rock/Metal, mais nos shows a realidade é outra. Qual a sua opinião sobre isso e o que dizer para esses que preferem ficar em casa atrás de um computador ao invés de ir aos shows, obter os materiais das bandas de sua preferência e ajudar o underground a ser mais forte?

PDM: Eu acredito que só se fortalece a cena comparecendo aos shows, pagando as entradas e adquirindo material das bandas(cd, camisa, boné, etc0. É muito fácil ficar em casa só reclamando, mas se privar da experiência do show ao vivo é uma grande besteira.

12.Já conheciam o Boqueirão Festival antes do convite pra se apresentar? O que acham deste evento aqui no agreste/sertão baiano?

PDM: Já tinha ouvido falar e acredito que toda iniciativa é valida quando se tem responsabilidade com o evento e respeito pelas bandas e público. Então espero que o evento seja grandioso!

13.Pra finalizar poderia nos adiantar como vai ser a apresentação de vocês no festival? Sem mais meus agradecimentos e espero um puta show dia 14 de dezembro!!!

PDM: Nosso show vai apresentar músicas novas e músicas velhas com energia e boa execução pra fazer a galera agitar do início ao fim. Obrigado pelas boas perguntas e até lá!

LINKS:

http://pasteldemiolos.tnb.art.br/
http://www.reverbnation.com/pasteldemiolos
http://pasteldemiolos.bandcamp.com/music
http://pasteldemiolos.wordpress.com/discografia/

http://www.youtube.com/user/pasteldemiolos

TRIBUTO AO PASTEL DE MIOLOS:

http://brechdiscos.bandcamp.com/album/tributo-a-pastel-de-miolos

Imagem

Anúncios

Publicado em 31 de outubro de 2013, em ENTREVISTA e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: