Entrevista com WARCURSED

Confiram ai mais uma entrevista com uma das principais atrações da 8° edição do Boqueirão e a titulo de curiosidade a primeira banda do estado da paraiba, que ira se apresentar no festival… Em breve mais entrevistas serão publicadas… Confiram…

Imagem

1.      Vamos a continuação das entrevistas trazendo agora pra vocês a primeira banda da Paraíba que irá tocar no 8º Boqueirão Rock Metal Festival. Então, para início é bom conhecê-los e por isso peço que conte um pouco de como se deu inicio da Warcursed?

      Warcursed – Nos reunimos por volta do ano de 2004 com o intuito de ser cover da banda Megadeth. Após algum tempo começamos a compor músicas próprias e formamos a banda que se intitulava Post Mortem, isso tudo com algumas entradas e saídas de alguns integrantes. Quando decidimos entrar em estúdio e lançar nosso 1º CD nos deparamos com outras bandas com o mesmo nome, assim optamos por mudar e termos uma identidade própria. Desde então, nós somos a Warcursed e estamos promovendo a Tour Escape From Nightmare 2012.

2.      Por que mudaram o nome inicial de Post Mortem para Warcursed?

Warcursed – Nós decidimos mudar o nome logo quando veio a idéia de lançar nosso álbum, pois queríamos uma identidade e que fossemos lembrado de maneira única. E isso era impossível com o antigo nome, pois existem milhares de outras bandas do mundo inteiro que usam o nome Post Mortem, inclusive bastante conhecidas do público. Acreditamos que o nome Warcursed tem muito a ver com nossa sonoridade e com o que queremos que a banda represente!

3.      Antes da Warcursed vocês tinham uma banda cover do Megadeth, creio que devem ter uma boa dose de influência desta nos trabalhos atuais da banda ou não? Quais outras bandas os influenciam?

Warcursed – Com certeza, a experiência de tocar Megadeth contou muito como influência e evolução de todos. Muitas bandas nos influenciam, pois gostamos muito de ouvir e descobrir coisas novas. Bandas como Torture Squad, Carcass, Kreator, Amon Amarth, Death, Destruction, Exodus, Atheist, Slayer e várias outras bandas são sem dúvida grandes nomes que nos influenciam.

4.      Até a formação atual tiveram vários problemas em mantê-la. Quais os motivos pra essas mudanças?

Warcursed – Os motivos acreditamos que sejam sempre os mesmos que todas bandas passam algumas vezes durante sua carreira, seja pela falta de comprometimento ou por estar atrapalhando o outro lado da vida profissional ou pessoal. Numa banda, o mais importante para que a formação se mantenha é que TODOS estejam na mesma página, pensando da mesma forma. Acreditamos que agora conseguimos chegar perto disso, e essa formação é certamente a mais forte que tivemos.

Imagem

5.      “Escape From Nightmare” é o primeiro registro da banda ou chegaram a lançar alguma demo antes? Se não tem, não acham que foi muita ousadia partir logo pra um álbum oficial?

Warcursed – Nós chegamos sim a gravar uma demo, mas esta não foi lançada, pois                                     não ficamos satisfeitos com a qualidade dela. E acreditamos que não seja ousadia lançar um Full Length já no primeiro álbum. Pelo contrário, acreditamos no nosso trabalho desde o começo e optamos por lançar um Full Length bem gravado para agradar a todos. Estamos suando sempre pra poder fazer um trabalho que seja interessante, que nos agrade e também ao público, e vimos que a repercussão tem sido muito boa!

6.      Como vem sendo feito a distribuição e propagação do “Escape From Nightmare” pelo underground nacional?

      Warcursed – O CD foi lançado independentemente, dessa forma nós mesmos que estamos cuidando da distribuição e vendas do material, seja em shows ou pelo contato do nosso site oficial (Warcursed.com). Mas nós também contamos com uma grande ajuda da Ms Metal Press que também nos ajuda na circulação do nosso material no Brasil, divulgando as músicas em Web Rádios, resenhas em Sites e Zines especializados, além de lançar todas as novidades relacionadas à banda.

7.      Alguém está distribuindo ele fora do país? Como está essa parte de divulgação internacional?

Warcursed – Por enquanto ainda não temos ninguém distribuindo nosso material no exterior, mas já mandamos algumas cópias para outros países e sabemos da divulgação do nosso CD que ocorre pela Internet, em sites brasileiros e estrangeiros. Para os próximos lançamentos e prensagens, já temos alguns contatos que serão extremamente importantes para essa maior divulgação no exterior, com certeza!

8.      Lançar um álbum já é complicado, independente é ainda mais complicado? Como foram os dias de produção e gravação deste?

      Warcursed – A produção das músicas foi feita sempre entre nós, desde o começo. As músicas são fruto de nosso entrosamento e amizade mesmo, tentando fazer aquilo que achamos interessante! Lançar independente com certeza é mais complicado, mas nós não queríamos perder mais tempo, por isso não fechamos com nenhum selo ou algo parecido. Os dias de gravação foram tranquilos mas muito instigantes! Contamos com ajuda dos produtores Victor Hugo e Andrei Targino que nos ajudaram muito com a gravação e os toques finais das músicas e tornaram tudo mais fácil. A conclusão e profissionalismo disso tudo vocês podem conferir no álbum “Escape From Nightmare” que tem rendido boas críticas. É uma grande satisfação ver esse reconhecimento de nosso trabalho!

9.     Atualmente a banda está na Tour de promoção do “Escape From Nightmare”. Quais as dificuldades encontradas para agilizar a Tour e como está sendo viajar pelo Nordeste?

Warcursed – Tivemos dificuldade de início quando não conseguimos encontrar nenhum Manager para nos auxiliar com os shows, então decidimos correr atrás e fazer por nós mesmos, procurando produtores e festivais dos quais poderíamos participar. E viajar por todo Nordeste está sendo uma grande experiência, pois o público se mostra forte e único, sempre nos recebendo muito bem, nos deixando com saudade de algumas cidades e com várias estórias para contar!

10.  Pretendem expandí-la para além do Nordeste? Quais foram os shows mais marcantes até o momento desta Tour e quais mais deram dor de cabeça?

      Warcursed – Com certeza, temos muito o que percorrer pelo Brasil ainda. Estamos planejando uma Tour para 2013, que deve se estender pelas regiões do Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Em relação ao melhor ou pior show, nós não acreditamos que isso exista, pois todo show tentamos fazer com que seja o melhor. Claro que já tivemos situações e situações, em que algumas somos tratados muito bem, e em outras já fomos tratados como lixo. Mas o que sempre procuramos fazer é dar o máximo de nós, sempre levando a instigação de nossas músicas ao público, mesmo que o publico não seja tão grande. Afinal, o que vale é a experiência que todos estão passando ali, naquele momento e a primeira impressão é a que fica.

11.  Nas redes sociais vemos muita gente dizer que gosta de Rock/Metal, mais nos shows a realidade é outra. Qual a sua opinião sobre isso e o que dizer para esses que preferem ficar em casa atrás de um computador ao invés de ir aos shows, obter os materiais das bandas de sua preferência e ajudar o underground ser mais forte?

      Warcursed – Essas pessoas que não frequentam os shows ou não apoiam a cena realmente não sabem da dificuldade de estar na estrada, nem de organizar um evento Underground, onde no final o produtor leva um grande prejuízo por causa da falta do público ou apoio da galera. Sabemos que certamente existem pessoas que não tem condições de entrar no show, mas você deixar de apoiar a cena Underground local, ficar detonando a cena e depois ir no show de uma banda do mainstream pagando uma fortuna é foda. Se não for para apoiar, não estrague com a cena do Underground. Ficar atrás do teclado é fácil, difícil é sair de casa e fazer as coisas acontecerem. ESSAS são as pessoas que apoiam o Underground de verdade.

Imagem

12.  Queria que você descrevesse pra galera como é um show da Warcursed.

Warcursed – Nós preferimos que o público responda a essa pergunta. Mas nós sempre procuramos passar toda a agressividade e instigação para todos os headbangers que estão em frente do palco dando o sangue e curtindo o evento. Nosso show tem muito a ver com a resposta do público. Quanto mais a galera está instigada, mais nós batemos cabeça, mais nós queremos fazer um puta de um show Foda que a galera dê valor e diga que valeu a pena ir conferir nosso trabalho.

13.  Como tiveram conhecimento do festival e o que podemos esperar da apresentação de vocês no 8º Boqueirão Rock Metal Festival e o que acham deste evento aqui no agreste/sertão baiano?

      Warcursed – Conhecemos o evento por conta das redes sociais e da própria divulgação dessa edição. Então, entramos em contato e aqui estamos. Do show do Warcursed vocês podem esperar muita agressividade, batidas de cabeças, instigação, ou seja, tudo o que nós também esperamos do público. Esse Festival é único e todos devem valorizá-lo porque é assim que vocês deixam a cena do Metal firme e forte. As bandas e o público brasileiro são destruidores, e queremos ver a galera da região toda botando pra fuder e mostrando o porquê o Brasil é um dos países mais aclamados do mundo.

14. Bom é isso por agora. Obrigado e aguardo vocês aqui na 8° edição do B.R.M. Deixe suas palavras finais e mensagem ao público.

Warcursed – Agradecemos a oportunidade de poder participar da 8° edição do Boqueirão Rock Metal Festival e esperamos que os Headbangers compareçam no evento para bater muita cabeça e tomar algumas cervejas. Stay Cursed!

Imagem

Anúncios

Publicado em 9 de novembro de 2012, em ENTREVISTA e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: