Entrevista: STEELTRIGGER – Heavy Metal Until We Die!

Entrevista realizada com o amigo Diego (vocalista da Steeltrigger), uma das atrações do palco do Rock de 2012, onde estarão fazendo sua primeira aparição e do 7° Boqueirão… O Diego foi vocalista da Cimmerians, que tocou na ultima edição do festival e foi um dos grandes destaques daquela noite. Confiram o bate papo que tivemos a uns 3 dias atrás e só agora esta sendo publicado…

1 – Começando… gostaria de perguntar, pra começo de entrevista, porque acabaram as bandas anteriores, principalmente a Cimmerians, que tocou aqui na ultima edição e como que depois se deu inicio a Steeltrigger?

Diego: As bandas anteriores acabaram porque Alexandre Damas que era músico e líder da banda Minothaurus sentiu que ele e seu grupo não estavam na mesma sintonia e a Cimmerians acabou porque o baixista e meu irmão Robert DomMock estava passando por um mau momento.

2 – Cara gostei bastante do nome da banda. Achei um nome forte e que já diz bem o que a banda quer. Como que surgiu este nome?

Diego: Depois de pensar e escolher entre vários nomes, primeiro tentamos as músicas do Judas Priest que serviriam como nomes sendo esse método mal sucedido, decidimos que deveria ter aço no nome e depois velho a idéia do gatilho daí só fizemos unir as coisas

3 – Como esta o processo de gravação da primeira demo, que terá três musicas e se chamará “Under Heavy Fire”? Quando que vai ser lançada? Será que a tempo de lançar ela aqui no 7° Boqueirão?

Diego: Quase finalizado, acreditamos que antes do término desse primeiro semestre ela será lançada, não sei se seria a tempo do Boqueirão (espero que sim) pois o Boqueirão nada mais é que o primeiro evento de metal no qual eu me apresentei com uma banda, esse evento tem uma representatividade muito especial pra mim.

4 – Bom saber disso amigo. Aquele show foi muito foda e empolgante! A galera que tava lá curtiu pra caralho o show da Cimmerians. Bom prosseguindo a entrevista me diga, como que será a divulgação e distribuição desta primeira obra?

Diego: Como se sabe, uma demo tem a intenção de demonstrar ao público uma prévia do trabalho de uma banda. O interesse nosso é de que seja feito um show de lançamento aqui na nossa cidade porque nós defendemos o metal baiano e o metal feirense e foi aqui que todos nós começamos a amar o metal, é uma grande honra poder dar a cena de nossa cidade uma banda e o nosso trabalho. E é claro iremos entrar em contato com os proprietários de zines ao redor do país (o Odicelaf está incluso obviamente, risos) pois como todos sabemos o zine é a maior ferramenta de propagação de idéias dentro da cena metálica.

5 – Já estou ansioso pra escutar esta demo e também o primeiro álbum, que ate onde eu sei será conceitual. Explique melhor sobre este projeto para que o público já comece a ficar por dentro do que vem por aí...

Diego: Alexandre damas me apresentou o filme “The Warriors” de 1979 eu assisti o filme 5 dias seguidos achei uma coisa de outro mundo, um conceito daquele nos anos 70 totalmente inovador e o filme realmente capta o sentimento das ruas, daí ele teve a idéia de produzir um álbum inteiro baseado nesse filme e eu prontamente abracei a idéia e passamos muitos fins de semana na casa dele produzimos 8 músicas e 2 eu escrevi na casa de Robert, as músicas possuem um poder impressionante e todos nós achamos que será mais um grande álbum para o metal baiano, dessas 10, 4 nós já tocamos no nosso set list, mas não irá passar disso até o lançamento do álbum o pessoal vai ter que esperar o álbum sair (risos) recomendo também que as pessoas assistam o filme além de ser uma obra prima vai ajudar a compreender o álbum.

As músicas deste disco estão em fase de pré-produção mas antes do fim desse ano eu acredito que entraremos em estúdio pra começar a gravá-lo.

 6 – Eu já vi este filme por aqui e amanhã mesmo vou correr atrás pra assisti-lo (risos). ”Under Heavy Fire” foi a música escolhida para a apresentação na Oficina  do Palco do Rock 2012. Porque a escolha desta música? E como foi receber a notícia de que vocês estavam classificados e tocariam no palco deste ano?

Diego: Essa música foi escolhida porque ela marca o início da Steeltrigger ela foi escrita por Alexandre e por mim em uma noite de sábado em nossa primeira reunião, essa música expressa a sincronia minha e de Alexandre nos trabalhos de composição, e receber a notícia de que tocaríamos no Palco do Rock deste ano foi com certeza uma imensa alegria, uma euforia total, considerando a importância de um evento que acontece há 18 anos, nós ficamos isolados, estávamos reunidos ensaiando e compondo nossas músicas e resolvemos nos mostrar ao público quando algo bom pudesse ser exibido e nossa estratégia deu certo.

 

7 – Muita ansiedade para este primeiro show? O que esperam deste? E lá irão tocar as musicas próprias ou mais covers?

Diego: Na verdade o sentimento é de gratidão uma banda que nunca tocou em palcos subir em um palco com a história e a importância do palco do rock é com certeza impagável, esperamos que seja destruidora a apresentação da Steeltrigger que os metal maniacs promovam snake pits na frente do palco, nós gostamos de ver o público agitar e no set contaremos apenas com 3 covers, nossa intenção é privilegiar nossos trabalhos, as grandes bandas do metal que nós respeitamos já construíram seu trabalho e nós não podemos construir o nosso usando as obras deles.

8 – Isso é bom. Poderia revelar pra mim quais os covers que estão ensaiando? Por acaso algum do Manowar nesta lista? Algo como uma “Brothers Of Metal”? (risos)

Diego: A única coisa que eu posso divulgar no momento: não haverá cover do Manowar, pra minha tristeza e pelo seu comentário pra sua também né? (risos)

9 – Pois é lamentável, mais tudo bem. Mais seria muito foda o cover deles! (risos)

Diego: Mas pra o Boqueirão colocaremos um cover do Manowar não se preocupe.

10 – Porra será ducaralho!! (risos) Falando no Boqueirão… e já que você e o Robert já tocaram por aqui. O que acharam do evento e o que a galera que irá vir prestigiá-los poderá esperar do show de vocês?

Diego: O Boqueirão foi realmente foda, um evento que demonstrou a força dos bangers de Cícero Dantas e de Pombal (como eles pediram pra eu dar um alô durante o show, risos) eles me surpreenderam com a energia na frente do palco eu nunca vi um show de metal nem mesmo aqui em feira de Santana, no qual os bangers agitassem da primeira até a última banda, os bangers do evento estavam todos eufóricos e o pit na frente do palco nunca cessava. quem for no show da Steeltrigger vai poder prestigiar uma banda que toca Heavy metal tradicional, um trabalho autoral e músicos que realmente gostam do metal de coração o que faz o som ser autêntico e matador.Quem for vai prestigiar o mesmo Heavy metal rápido e cheio de energia que eu Robert costumávamos fazer na Cimmerians.

11 – Então não tenho duvida de que será uma puta apresentação que irá fazer todos bater cabeça! Aguardamos com ansiedade por esta apresentação. Já sei que teremos um cover do Manowar, mais o que mais está sendo preparado pra não só esta, mais para as futuras apresentações da Steeltrigger?

Diego: Heavy metal de qualidade sem perder a essência não queremos virar estrelas do mainstream nacional, mas queremos respeito, pra onde chegarmos os caras dizerem: a Steeltrigger chegou, o show desses caras é foda!

12 – Isso aí cara!! Mudando um pouco o assunto gostaria de saber como que ta o cenário ai de Feira de Santana. Além de vocês, Metalwar e a já veterana Deformity Br, quais outras bandas de Metal existem? Quais motivos que atrapalham as realizações de eventos como ocorriam há anos atrás?

Diego: Existem outras bandas, mas elas passam mais tempo desativadas do que tocando, a cena metálica daqui está passando por uma renovação quando eu comecei a curtir metal, o pessoal que freqüentava era o pessoal mais antigo o que aconteceu é que com o tempo alguns deixaram de ir para os eventos da cena, mas novos bangers e novas bandas estão aparecendo, os shows estão sendo realizados por Jo Capone o pessoal do Coletivo Cultural, graças a esse trabalho nossa cena voltou a se agitar novos moleques esquisitos estão aparecendo (risos) a cena está voltando, pra nossa felicidade.

13 – Bom saber disso… eu escuto algumas pessoas reclamarem que ai é morto e tal. Lembro que há uns 5 anos atrás mais ou menos rolavam muitos shows aí e agora tá muito parado. Espero que volte a ser o cenário que foi há anos atrás.

Diego: Eu acredito que um dos fatores que enfraqueceu a cena foi o radicalismo de alguns que deixaram o metal se tornar mais importantes que suas próprias vidas o que acabou em violência física e picuinhas entre grupos, mas esse pessoal curiosamente já não freqüenta shows. Mas eu também espero que a cena se torne novamente aquilo que era há 5 anos atrás, tem uma galera nova aí que promete voltar a agitar as coisas por aqui.

 

14 – Esses sabemos bem o porquê de não freqüentar mais né? Apenas os verdadeiros restam e o tempo cuida dos que estão ai só pra se aparecer. Amigo acho que por enquanto é tudo. Espero ansioso pelo show de vocês aqui dia 24 de março e que o show em Salvador agora seja o primeiro de muitos shows destruidores!! Abraço e tenha uma ótima noite falou?

Diego: Falou cara, heavy metal pra você e pra todos de Cícero Dantas e de Pombal, até dia 24 de março

15 – Até…

Obs: Por enquanto a banda não possui nem um link pra maiores informações. Mais assim que tiverem estarei postando aqui…

Anúncios

Publicado em 18 de fevereiro de 2012, em ENTREVISTA e marcado como , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: